sábado, 9 de abril de 2011

Citações Greys Anatomy

Tudo tem haver com as linhas. A linha de chegada no fim da residência, esperando por uma chance na mesa de operações e então, tem a linha mais importante: a linha que separa você daqueles com quem trabalha. Não é muito bom ficar muito familiar, fazer amigos. Você precisa de fronteiras entre você e o resto do mundo. Outras pessoas são muito confusas.
[...]
Tudo tem haver com as linhas. Desenhando linhas na areia e rezando para que ninguém as cruze. Algum dia você tem que tomar uma decisão. Erguer muros não mantêm as pessoas do lado de fora, elas cercam você. A vida é uma bagunça, é assim que fomos feitos. Então, você pode passar a vida desenhando linhas ou você pode viver cruzando-as. Mas há algumas linhas que são muito perigosas para cruzar. O que eu sei é: se tiver a chance de ver as coisas de outro ângulo, a vista do outro lado, é espetacular.


Há umas centenas de anos atrás, Benjamin Franklin compartilhou o segredo de seu sucesso com o mundo. Ele disse "nunca deixe para amanhã o que você pode fazer hoje". Esse é o homem que descobriu a eletricidade. Você pensaria mais para descobrir, do que nós escutaríamos o que ele teve que dizer. Eu não sei por que nós concluímos as coisas, mas se eu tivesse que adivinhar, diria que tem muito a ver com o medo. Medo do fracasso, medo da dor, medo da rejeição. Às vezes, o medo é de tomar uma decisão, porque se você estiver errado? E se você estiver errando, não pode consertar? Seja lá do que a gente tem medo, uma coisa é verdade: se a dor de não fazer nada ficar pior do que o medo de fazer, isso pode parecer como se você tivesse carregando um tumor gigante. E eu não estou falando metaforicamente.
[...]
Deus ajuda a quem cedo madruga; é melhor prevenir do que remediar. bobeou, dançou. Não podemos fingir que não nos avisaram. Todos nós já ouvimos os provérbios, ouvimos os filósofos, ouvimos os avisos de nossos avós sobre tempo perdido, ouvimos o recitar dos poetas encorajando-nos a aproveitar o dia. Mesmo assim, às vezes temos que olhar para nós mesmos. Temos que cometer nossos próprios erros. Temos que aprender nossas próprias lições. Temos que varrer essa possibilidade pra debaixo do tapete hoje, antes de não podermos mais, até nós finalmente entendamos o que Benjamin Franklin quis dizer. Ter certeza é melhor do que ter dúvida, que acordar é melhor do que ir dormir. E até o maior fracasso, até o pior, mais irretratável erro, supera o inferno de nunca ter tentado.

A dor chega em todas as formas possíveis. Uma dorzinha aguda, um pouquinho de depressão, a dor aleatória com que convivemos todos os dias. Então tem o tipo de dor que você simplesmente não consegue ignorar, um nível tão grande de dor que bloqueia todo o resto, faz com o que o mundo inteiro desapareça até que a gente só consiga pensar que o tanto que machucamos e a maneira com que lidamos com a dor é totalmente pessoal. Nós anestesiamos, sobrevivemos a ela, ou a abraçamos, ou ignoramos. Para alguns de nós, a melhor maneira de lidar com ela é atravessando-a.
[...]
A dor. Você só tem que sobreviver a ela, esperar que ela vá embora sozinha, esperar que a ferida que a causou, sare. Não há soluções, respostas fáceis. Você só respira fundo e espera que ela vá diminuindo. Na maior parte do tempo, a dor pode ser administrada, mas às vezes ela te pega quando você menos espera, te acerta abaixo da cintura e não te deixa levantar. Você tem que lutar através da dor, porque a verdade é que você não consegue escapar dela e a vida sempre te causa mais.

2 comentários: